Branding no Endomarketing? Como fazer de maneira correta?

Daltro Coutinho
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Branding no Endomarketing Como fazer de maneira correta

Já percebeu que você pode saber como fazer branding para seus clientes, mas sabe nada sobre como fazer branding no endomarketing? Pois é. Acontece muito.

Nós passamos tanto tempo focados em criar estratégias que encantem nossos consumidores. Que esquecemos de como criar as estratégias que engajam nossos colaboradores.

E isso é péssimo para a nossa marca e para o nosso negócio. Afinal, colaboradores desengajados não vão saber como aplicar os conceitos de branding da marca.

Bem, vamos resolver.

Lições importantes para criar uma cultura criativa na sua empresa

Branding no Endomarketing: como começar o Endobranding?

Antes de qualquer outra coisa, nós temos que ter em mente que as estratégias de branding dentro do endomarketing vão mudar bastante. Afinal de contas, você estará falando para um público totalmente diferente dos seus consumidores.

Então, já tenha em mente que algumas mudanças serão necessárias, como o abondono total da sua persona. 

Inclusive, essa é uma das estratégias do chamado Endobranding, a junção do endomarketing com o Branding (e sim, essa palavra existe, a culpa não é minha, eu só estou jogando o jogo).

Agora vamos para a minha parte preferida. 

Lições importantes para criar uma cultura criativa na sua empresa

F%$&-se a Persona, ok?!

E já que chegamos no assunto das personas, é ao aplicar as estratégias de branding ao endomarketing (o endobranding) que você percebe como a persona é inútil em alguns momentos.

Deixa eu reescrever isso, a persona é inútil em alguns momentos, ainda mais quando falamos de Endobranding. 

Por que ela é inútil? Porque seus colaboradores não fazem parte da persona dos seus compradores, mas, eles também precisam respeitar a sua marca e gostar dela. Só que por motivos diferentes dos clientes.

E aí, meu chapa! Só tem um jeito de fazer isso da maneira correta.

7 ideias lucrativas de lojas online que você precisa conhecer

Aposte todas as suas fichas em desenvolver uma marca coerente

Eu vivo falando isso, aliás, não somente eu, o Daltro, que ainda é um peixe médio, tem mais gente dizendo a mesma coisa. Aliás, todos os players gigantes do Branding afirmam: mais do que se preocupar com persona, fatia do público, estudo de mercado, etc, preocupe-se com a coerência da sua marca.

Se a sua marca for coerente para os seus clientes ela também será coerente para os seus profissionais.

Nesse caso, não tem trabalho. As mesmas ações que funcionam com os seus consumidores, vão funcionar no endomarketing. 

A marca é a mesma. 

Os valores são os mesmos.

E o posicionamento é igualzinho.

Branding no Endomarketing Como fazer de maneira correta
Branding no Endomarketing Como fazer de maneira correta

Auditoria de marca? Entenda se você precisa de uma

Seu manifesto é um manifesto ou uma carta para os clientes?

Existem dois tipos de manifestos das marcas. Os manifestos reais, e os manifestos feitos apenas para agradar aos clientes. Falando tudo o que a marca pensa que o cliente quer ouvir – o que é mais engraçado é que manifestos assim são chatos e ninguém lê eles.

É fácil identificar qual é qual, vamos começar pelos manifestos reais:

  • Dizem a verdade sobre um fato, doa a quem doer
  • Defendem posicionamentos que podem até custar clientes e parcerias
  • Não tem medo de agradar somente pessoas que se identifiquem com a marca
  • Possuem uma preocupação real e genuína de resolver uma dor
  • São focados em expressar uma ideia, mais do que em fazer propaganda.

Já os manifestos falsos e vazios:

  • São compostos somente por frases de efeito
  • Possuem todas as palavras-chave do nicho, usadas de qualquer maneira
  • Têm aquela carinha de inbound marketing, ou uma propaganda mal disfarçada
  • E no geral são chatos para caramba, repetitivos e cansativos.

Moral da história do Endobranding, Endomarketing e o Branding

Se a sua marca for genuína, se o seu manifesto expressar realmente o que a sua marca deseja, se a preocupação em resolver dores for real. Não precisa se preocupar.


Seu endobranding estará sendo bem executado. Basta a sua marca continuar sendo quem ela é.

Concorda?

Gostou do conteúdo de hoje? Então, continue acompanhando o Blog.

Estou sempre trazendo dicas, notícias, novidades e hacks sobre Branding. 

Agradeço a leitura e até a próxima! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *